Segunda-feira
17 de Junho de 2024 - 

Consulte Os Seus Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Audiência pública sobre Marco Civil da Internet terá 45 expositores

Os ministros Luiz Fux e Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), pulgaram nesta terça-feira (21) os 45 expositores selecionados e a metodologia da audiência pública convocada para debater as regras do Marco Civil da Internet, a ser realizada nos dias 28 e 29/3.A matéria é objeto de dois Recursos Extraordinários - REs 1037396 e 1057258 (Temas 533 e 987 da repercussão geral) – que discutem a responsabilidade de provedores de aplicativos ou de ferramentas de internet pelo conteúdo gerado pelos usuários e a possibilidade de remoção de conteúdos que possam ofender direitos de personalidade, incitar o ódio ou difundir notícias fraudulentas a partir de notificação extrajudicial.A audiência seria realizada presencialmente em março de 2020, mas foi suspensa em razão da pandemia da covid-19.Representatividade e pluralidadeO STF recebeu 91 pedidos de inscrição de representantes de instituições públicas e privadas, da advocacia e da academia e profissionais liberais, mas limitações de tempo e de espaço impediram o deferimento de todos os pedidos. Em razão do número de entidades habilitadas, a audiência será realizada em dois dias: na terça (28), de 9h às 18h20, e na quarta (29), de 9h às 12h, na sala se sessões da 1ª Turma.Segundo os relatores, a seleção das entidades participantes seguiu os critérios de representatividade, especialização técnica, expertise e garantia de pluralidade de perspectivas a serem defendidas. Na medida do possível, foi dada prioridade às entidades que renovaram os pedidos de inscrição, mas não foi possível assegurar a participação de todos os especialistas selecionados em 2020, em razão da necessidade de privilegiar a pluralidade de opiniões e manter o equilíbrio entre diferentes pontos de vista.ExposiçõesCada exposição terá 10 minutos. Para otimizar os trabalhos, os relatores pedem simplicidade na explanação, evitando-se jargões e linguagem sofisticada que impeça as pessoas comuns de acompanhar e entender as discussões. As informações coletadas dirigem-se não apenas ao STF, mas a toda a sociedade. Os relatores poderão fazer questionamentos ou solicitar esclarecimentos adicionais aos expositores.Confira a programação da audiência pública, com a lista completa dos expositores habilitados.Processo relacionado: RE 1037396Processo relacionado: RE 1057258
21/03/2023 (00:00)
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.